Música

Trajetória: a versatilidade do Apink em seus 10 anos de carreira

O Apink é um grupo feminino formado em 2011 pela Plan A Entertainment (na época chamada A Cube Entertainment).  A primeira integrante revelada foi a vocalista e dançarina Naeun, por conta de sua participação em diversos vídeos do grupo BEAST. A líder do grupo, Chorong, foi anunciada logo depois, seguida de Hayoung, Eunji e Yookyung. As duas integrantes finais, Bomi e Namjoo, foram anunciadas no reality show Apink News. Pelo programa o público pode conhecer melhor as 7 integrantes do grupo antes do esperado debut.



Debut, o primeiro ano e primeiras conquistas 

O debut do grupo aconteceu em 19 de abril de 2011 com o mini álbum Seven Seasons of Apink. A música escolhida como single foi I Don’t Know, que descreve os sentimentos e sensações de um primeiro amor inocente. O grupo passa os meses seguintes apresentando I Don’t Know, Wishlist e It Girl, todas músicas do mini álbum, enquanto se prepara para o seu primeiro comeback, que definiria o Apink como uma potência entre os grupos da sua geração. 



Em novembro do mesmo ano, o grupo retornou com o mini álbum Snow Pink, apresentando o single My My. A música, composta por Shinsadong Tiger, recebeu muita atenção, levando o grupo à popularidade e à conquista de seu 1st win no M!Countdown, programa musical da Mnet.



O 1st win veio apenas em janeiro de 2012, mas antes disso o Apink já mostrava sua potência. Ainda em 2011, o grupo recebeu o prêmio Female Rookie no MAMA, realizado em Singapura. Já no início de 2012 as meninas conquistaram o prêmio Rookie nas premiações Korean Culture & Entertainment Awards, Golden Disk Awards e High 1 Seoul Music Awards. 



Solidificação do grupo: Contribuição criativa e debut japonês

Um ano após o debut oficial do grupo, as integrantes do Apink lançaram April 19th, uma música dedicada aos fãs, comemorando o primeiro ano de carreira. A música foi composta pela líder Chorong, marcando o início da contribuição criativa das integrantes em seus lançamentos. A música foi inserida no primeiro full album do grupo, lançado no mês seguinte, Une Année.

April 19th iniciou uma tradição do grupo, que anualmente prepara uma música ou alguma surpresa para os fãs.



Em 2013 os fãs tiveram uma triste notícia: a saída da rapper Yookyung. O grupo prosseguiu com as 6 integrantes restantes, que logo teriam um dos comebacks mais bem sucedidos de sua carreira. 

No mês de julho daquele ano, foi lançada a música No No No, parte do mini álbum Secret Garden. A música, composta por Shinsadong Tiger, foi um sucesso e se tornou uma das mais tocadas no ano. Estreou em sétimo lugar na parada Billboard K-Pop Hot 100, sendo a primeira vez que o grupo conquista uma posição Top 10. Na semana seguinte a música chegou ao 4º lugar na mesma lista.



O sucesso de No No No foi tanto que em 2014 a música ganhou uma versão em japonês, marcando o debut do grupo no país e fazendo parte do álbum japonês Pink Season. O ano ainda foi marcado pelo lançamento da música Mr. Chu, single do mini álbum Pink Blossom. Provavelmente a música mais conhecida do grupo, Mr. Chu conquistou o primeiro lugar em 9 paradas musicais, além de chegar ao segundo lugar na parada Billboard K-Pop Hot 100.


Tanto Mr. Chu quando No No No continuam impactando o k-pop atual. Existem diversos covers das músicas, além de serem trilha sonora recorrente de momentos aegyo nos programas de variedade.

Em 2015, a gravadora do grupo, A Cube Entertainment, que era uma subsidiária da Cube Entertainment, foi adquirida pela Loen Entertainment, se tornando uma subsidiária da empresa com novo nome: Plan A Entertainment. Em 2019, a empresa passa por outra alteração de nome após diversas vendas e a fusão com outra empresa, se tornando a Play M Entertainment. Essas negociações prejudicaram o grupo, já que cada vez que alteravam a distribuidora das músicas, seus vídeos eram postados novamente, zerando a contagem de visualizações.

[Leia Mais] Billboard nomeia os melhores álbuns e músicas de k-pop em 2020



Units e Carreiras Solo

Dentro do Apink existem três sub-units: Apink BnN, Apink JooJiRong e Apink YOS.

  • Apink BnN: É a unit mais antiga do grupo, com as integrantes Bomi e Namjoo. Em 2014, lançaram a música My Darling. Os outros lançamentos do duo foram OSTs de k-dramas, sendo a última Strange, do drama I Hate You, Juliet! de 2019.
  • Apink JooJiRong: unit criada para o mini álbum Look, de 2020. É formada pelas integrantes Namjoo, Eunji e Chorong, que cantam a música Be Myself.
  • Apink YOS: Também criada para o mini álbum Look, com as integrantes Bomi, Naeun e Hayoung, que cantam a música Love is Blind.

As integrantes também possuem carreira solo na indústria do entretenimento. A primeira a ter um debut solo foi a vocalista Eunji, com o single Manito, em 2017. A maknae Hayoung foi a segunda, com a música Don’t Make Me Laugh, parte do mini álbum OH!, de 2019. Em 2020, foi a vez do debut solo de Namjoo, com o single Bird. Apesar das três serem as únicas com debut solo, a maioria das integrantes atuaram em k-dramas muito conhecidos, como Reply 1997, Because This Is My First Life e Cinderella and The Four Knights.


Os limites do conceito: O amadurecimento harmonioso do Apink

Depois de 7 anos de carreira, pode-se dizer que o k-pop já tinha mudado muito desde o início do grupo. Além disso, as integrantes do Apink tinham deixado de ser adolescentes, se tornando mulheres adultas com carreiras sólidas na indústria do entretenimento. O conceito inocente, fofo, não se mantém forte com o tempo e a tendência é de mudança completa no conceito ou o disband do grupo. Esses fatores, somados à famosa maldição dos 7 anos, fez com que fãs de k-pop dessem como certo o fim do grupo. 

Mal sabiam que as integrantes do Apink gritariam “EU TÔ DE SACO CHEIO” e trariam um conceito maduro em I’m so sick, single do sétimo mini álbum do grupo, ONE & SIX. E que comeback que fizeram! O mini álbum estreou em 1º lugar na parada da Gaon e teve sua maior entrada na parada World Albums da Billboard, estreando em 11º lugar. O grupo também teve sua estreia na parada da Billboard Social 50, conquistando a 39ª posição.

Sem dúvida, o grupo mostrou a versatilidade do conceito e como é possível sobreviver além de um conceito com mudança bem planejada. As promoções de I’m so sick também foram bem-sucedidas, com a música ganhando 5 wins em programas musicais. Foi a primeira vez em 3 anos que elas conquistam uma vitória no Music Bank, e em 4 anos no Inkigayo.

Nos anos seguintes os membros consolidaram a nova imagem do grupo, lançando o mini álbum Percent em 2019, com o single viciante %% (Eung Eung). Em 2020, foi lançado o mini álbum Look, com a elegante Dumhdurum. O comeback do ano passado rendeu ao grupo 8 wins em programas musicais, mostrando que a mudança no conceito foi bem aceita e que o grupo ainda tem um futuro promissor. 

Com os 10 anos do grupo, podemos esperar alguma comemoração vinda do Apink. Ainda em 2020, a líder do grupo, Chorong, revelou para o canal Solarsido que o grupo pretende retornar para o 10º Aniversário:

“Nós precisamos fazer uma festa de 10 anos juntas. Eu tenho pensado muito em qual seria um bom aspecto para mostrar (aos fãs). Eu tenho pesquisado. O que quer que seja, o conceito que for, eu vou me preparar bem e trabalhar muito para mostrar uma boa apresentação.”

[Leia Mais] Quais grupos de k-pop completarão 10 anos em 2021

Honrando a tradição do grupo, no dia 19 de abril será lançada a música Thank You, um presente do Apink para os Pink Pandas.

Fontes: (1), (2), (3), (4), (5), (6), (7), (8), (9), (10), (11)
Imagens: divulgação Play M Entertainment, Freepik.com
Não retirar sem os devidos créditos.

Daniele Fernandes

Jornalista, Escorpiana, 23 anos.

Você também pode gostar...