Sua principal fonte de cultura coreana e conteúdo exclusivo sobre KPOP.

Saúde

Coreia do Sul ultrapassa 200 mil casos diários de COVID-19 pela primeira vez

Nesta quarta (02), a Coreia do Sul registrou mais de 200 mil casos diários de COVID-19. Esta é a primeira vez desde o início da pandemia que o país ultrapassa a marca. Agora, as estatísticas preveem que o país possa chegar aos 250 mil casos até o meio de março.


De acordo com os dados da Agência Coreana de Controle e Prevenção de Doenças, 219.241 novas infecções foram registradas hoje. Destas, 219.173 foram casos locais. O total de infectados agora subiu para 3.492.686.

O número de óbitos por COVID-19 no dia de hoje foi de 96. O total de pessoas que perderam a vida desde o início da pandemia foi de 8.266, deixando a taxa de fatalidade em 0,24%.

A marca registra um novo recorde para o país que havia ultrapassado os 100 mil casos diários pela primeira vez em fevereiro. Isso acontece apenas um dia depois do governo decidir suspender a obrigatoriedade do passaporte da vacina alegando que as taxas de vacinação pelo país estavam altas. Desde a terça (01), os cidadãos não precisam mais apresentar o comprovante de vacinação para frequentar 11 tipos de estabelecimentos, incluindo restaurantes, cafés, lojas de departamento, cinemas e museus.

De acordo com o Ministro da Saúde Kwon Deok-cheol, o governo precisa facilitar o acesso aos estabelecimentos que oferecem baixo risco de contágio caso todos estejam usando máscara. Além do comprovante de imunização, o passe também exigia um teste de PCR negativo.

Até esta quarta, 31.51 milhões de pessoas já haviam tomado a dose de reforço no país, o que representa 61,4% do total da população. O número de pessoas com o quadro de vacinação completo é de 44.37 milhões, 86.5% da população. Mês passado, o país considera aplicar uma quarta dose em idosos após uma série de surtos de contágio serem identificados entre os residentes de instituições de longa permanência.

Ainda neste dia, o país deverá receber mais de 1 milhão de doses de vacinas da Pfizer. No final de fevereiro, as autoridades sanitárias do país aprovaram a aplicação do imunizante da farmacêutica em crianças de 5 a 11 anos.

Fonte: (1), (2)
Imagem: Yonhap
Não retirar sem os devidos créditos.

Tags relacionadas:

  • Greyce Oliveira

    Cearense de Fortaleza, é metade uma humana normal professora de Inglês e metade ELF(a) precisando (talvez) de tratamento para parar de falar no Super Junior toda hora.

    Filmes com a Tokyo de La Casa de Papel Coreia K-dramas que estreiam em Julho 6 k-dramas com casais “friends to lovers” Jogadores brasileiros em times de futebol asiáticos 6 K-Dramas com Kim Ji-hoon