K-pop Sociedade

Kwon Mina (ex-AOA) desabafa sobre ter sofrido bullying da líder Jimin

A artista publicou uma imagem da cicatriz no pulso e textos explicando os últimos 10 anos, alegando ter sofrido bullying por parte de uma das integrantes do grupo AOA

ALERTA DE GATILHO: OS PARÁGRAFOS A SEGUIR PODEM CONTER CONTEÚDO SENSÍVEL.



Na madrugada desta sexta-feira (3). a atriz e cantora Kwon Mina, anteriormente membro do girlgroup AOA, publicou oito imagens, a maioria dela somente quadros pretos, uma conversa por SMS e uma foto gráfica de cicatrizes no pulso. Na legenda de cada uma, Mina desabafou sobre o bullying que vinha sofrendo nos últimos 10 anos por parte de um membro do grupo. Ela deixou a empresa pela qual debutou em 2012, a FNC Entertainment, para seguir a carreira de atriz.

Mina escreveu textos explicando tudo que sofreu ao longo dos anos como membro do AOA, e acusou a líder – Jimin – de ter sido sua principal agressora. A primeira imagem foi a de uma mensagem, onde o conteúdo sujo e agressivo mandava-a “sair dessa”, ela não revelou o autor, mas as legendas seguintes contaram o ponto de vista dela e pensamentos nos últimos anos.

ALERTA DE GATILHO: OS PARÁGRAFOS A SEGUIR PODEM CONTER CONTEÚDO SENSÍVEL – BULLYING E AUTOMUTILAÇÃO

Eu realmente, realmente adoraria me perder, mas tenho que cuidar da minha mãe… Oh, e provavelmente serei contatada e acusada de ser insensata novamente. Está certo. Eu sou insensata e nunca aprendi coisa alguma de verdade. Tive que ganhar dinheiro desde nova, porque minha família estava passando por dificuldades. Quando meu pai morreu, eu chorei na sala de espera e uma das unnies me disse que estava arruinando humor de todos, e me disse para não chorar, me arrastando para um dos camarins. Eu disse para ela que estava assustada com o pensamento do meu pai morrendo, e ainda não consigo esquecer tais palavras. Outros incidentes com bullying? Outras grosserias? Consigo lidar com elas, apesar de doer. Porque andávamos no mesmo carro, me foram dados sedativos e soníferos, me colocando para dormir. Eu sabia que tinha de cumprir o cronograma de atividades, mas conseguia sentir a mim mesma quebrando mais e mais. Por conta dela, eu tentei suícidio.
E eu estou bem não sendo reconhecida como uma idol ou atriz. Eu sou muito ruim nisso, ainda sou insuficiente, mas me sentia tão feliz e trabalhei tão duro, é um trabalho que realmente amo. Nunca me senti estressada por conta do trabalho. Sendo honesta, eu realmente não queria ter deixado o AOA, mas por conta de uma pessoa que me odiava, sofri bullying por 10 anos e no fim, estava tão zangada que quis xingá-la só uma vez. No fim, desisti do AOA. Eu gostava de fazer divulgações com os outros membros. Recentemente, o pai dela faleceu. Meu coração ficou dolorido e me senti estranha, porque sabia como ela estava se sentindo. Fui ao funeral, e assim que ela me viu, ela chorou e se desculpou. Me senti tão vazia e meu coração se despedaçou, parecia que tudo havia se esvaziado, todos os meus ressentimentos desaparecido e tudo parecia bem. Mas por estar tão destruída, fiquei com medo de estar em hiato. Claro, eu antecipei isso e pensei que ficaria bem, se aprendesse novas coisas e recebesse tratamento para depressão, síndrome do pânico ou ansiedade. Mas muitas coisas aconteceram durante essa pausa. Sendo honesta, eu estava esgotada. Internautas? Assim como o que as pessoas na internet estavam dizendo, eu não sabia mais quem eu era, e não queria mais me ver, e pensei em mim mesma como alguém irritantemente barulhenta. Mas não nasci por querer. Eu também tenho uma boca, também tenho mãos, eu não conseguia mais me controlar, mas precisava continuar vivendo pela minha mãe. Eu não preciso que as pessoas gostem ou se interessem por mim, elas não podem só me deixar sozinha? Porque tudo é culpa minha.



Nos posts seguintes, agora a série de imagens escuras, Mina deu mais detalhes sobre a desconsideração do membro em questão, quando ela perdeu o pai e foi acusada de estar “arruinando o clima”. A ex-AOA mencionou o tratamento para depressão, automutilação e tentativa de suicídio.

Oh, a razão pela qual mencionei essa pessoa do AOA, foi porque meu pai foi diagnosticado com uma câncer no pâncreas em estágio avançado, e eu sabia que ele faleceria logo, mas por saber que ela me atacaria novamente. Eu tinha um trabalho, estávamos fazendo um comeback, então não queria afetar negativamente os outros membros durante as promoções. Eu tinha versos para aprender e tinha que sorrir bastante, eu sentia que não poderia me pegar pensando no meu pai e eu precisava fazer meu trabalho direito, então não pude visitar meu pai no hospital. Por conta do câncer, ele estava pele e osso, e não poderia me conter e não chorar quando via ele. Minha irmã me ligava e dizia que meu pai não conseguia mais falar, mas estava perguntando de mim. Mas e se eu começasse a chorar durante uma atividade programada? E se ela me disse alguma coisa de novo? Eu era tão nova e pensava que aquilo era necessário ser feito. Eu pensei que aquilo era o certo a ser feito e não queria que chamassem minha atenção novamente. Então eu poderia ter visto meu pai mais vezes, mas não vi. E quando ele fechou os olhos, eu vi e ouvi o som das máquinas marcando sua pulsação parando. Me disseram que meu pai havia escrito com dificuldade “Onde está minha filha?” em um caderno e mostrou para uma enfermeira, mas eu não consegui ir ver ele porque estava trabalhando. Pelo que ouvi, ela ganhou um quarto VIP e suas atividades solo foram canceladas, mas espero que não seja o caso. Você deve ser profissional, também. Não chore, okay? Você disse que eu estava arruinando o ambiente, você perguntou o motivo de precisar andar em ovos por minha causa. Você precisa superar isso também. Não consigo apagar a memória do que você disse em relação a forma como eu atuava. Apesar das memórias estarem fracas, eu lembro de tudo. Sempre que me lembro delas, eu tomo a medicação e enfrento isso. Mas eu penso que aquilo que aconteceu com meu pai, ficará comigo para sempre. Essas podem ser as palavras que você cuspiu sem pensar direito, mas essas palavras me machucaram. Em nossos últimos cinco minutos juntas, eu te disse como aquilo havia sido doloroso, e você me olhou e disse, “Eu não acho que eu seja uma pessoa tão ruim a ponto de dizer isso”, outro membro corajosamente se pronunciou e disse que você tinha falado aquilo. Eu estava tão desanimada que não consegui falar e pensei comigo mesma, “será que ela é realmente humana?’, então nos despedimos. Para ser honesta, não sou muito inteligente, então tenho uma memória ruim, mas quando se trata de você, a lista é interminável, tem muita coisa nela. Mas só vou dizer uma coisa, porque quem sabe? Eu rescindi o contrato com a agência, mas e se eles me exigirem dinheiro pela quebra do contrato? Eu não disse tudo, então está tudo bem, certo? Por sua culpa, tomo muitas pílulas e por ter cortado meu pulso esquerdo com tanta frequência, os nervos estão danificados e isso dói, fica pinicando. Mas quando olho para minha mãe, eu sinto vontade de viver, eu preciso ir e ganhar dinheiro. Então estou trabalhando duro para passar pelo tratamento das cicatrizes, apesar de ainda ter pesadelos. O engraçado, é que antes de deixar, nós [membros do AOA] saiamos para beber juntas, sem você, e conversar, mas ainda assim não sabíamos o motivo? Por que você me odeia?

Após essa postagem, os fãs de AOA começaram a levantar a possibilidade do membro mencionado nos textos ser a líder do grupo, Jimin, tendo em vista que a rapper perdeu seu pai 3 meses atrás. No entanto, até aquele momento eram somente especulações, motivadas também por um story publicado pela própria Jimin, e apagado minutos depois, com uma imagem escura onde dizia “Ficção” ou “Novela”. A tentativa de negar a relação com o caso retratado por Mina, resultou em textos mais diretos, em um deles mencionando o nome de Shin Jimin diretamente.

Story publicado – e apagado – por Jimin.
(Crédito: reprodução Twitter)


Em resposta, Kwon Mina publicou mais uma imagem preta com a seguinte legenda:

Eu disse um trilhão de coisas que existem. Tente dizer que é ficção e será punida pelos céus. Não seja assim. Existem testemunhas e evidências. Sinto muito, mas há a necessidade de ouvir os dois lados, porque eu não fiz nada errado. Durante nossos últimos dias juntas, eu queria colocar implantes de cabelo, mas estava atrasada para os ensaios e a anestesia não estava passando. Eu liguei com antecedência, logo que ouvi sua voz, eu sabia que as coisas se tornariam um caos, então não poderia ir para a sala de ensaios. Naquele dia, eu tentei cometer suicídio de novo. Essa é minha principal falha [à você]. Eu disse tudo e cometi erros, mas deveria compartilhar histórias sobre você agora? Existem tantas, que seria incômodo escrever todas. Mas dizer que é ficção, se você tivesse consciência… Por que deletar? Tente chamar de ficção, há pessoas que ficariam perplexas em ouvir isso. Ah, certo, ainda lá atrás, você disse que não conseguia se lembrar e disse que não era uma pessoa ruim que diria coisas assim, certo? Wow, deve ser ótimo ter a capacidade de apagar suas memórias assim. Eles dizem que quem diz as palavras nocivas, geralmente não se lembra delas. Por favor, apague minha memória também. Por favor, por favor. Então, de novo, você provavelmente poderia ver meu pulso e não se sentir culpada, certo? Você provavelmente xingaria na minha cara.

ALERTA DE GATILHO: AUTOMUTILAÇÃO

Ficção? Isso é muito assustador para ser chamado de ficção. Eu passei por três ou quatro sessões de tratamentos para cicatrizes e elas estão se apagando, mas estou enlouquecendo todos os dias, porque minha memória não vai desaparecer, Jimin. Leis? Ações judiciais? Não tenho dinheiro para isso. Danos psicológicos? Eu não preciso disso. Não tenho planos de fazer isso, eu estou tão, tão triste por estar tão destruída por sua culpa, e isso dói e estou cansada. O que quero é ver você vindo até mim e admitindo seus erros e culpa, e se desculpar sinceramente. Eu acho que é tudo o que preciso. A pessoa que me atormentou parece totalmente bem. Quando acordo todas as manhãs, é doloroso. Mas preciso prover para minha família. Então, admita seus erros e se desculpe, então poderei deixar ir o que está construído no meu coração, okay?

A saída de Kwon Mina do AOA foi anunciada em maio de 2019, seu último lançamento com o grupo foi o mini-álbum Bingle Bangle, lançado em 2018. Meses depois, em agosto, o agora quinteto AOA participou do reality musical Queendom, terminando a disputa em quarto lugar, atrás somente do (G)I-DLE, Oh My Girl e Mamamoo. Ao deixar a FNC Entertainment, ela assinou um contrato com a Woori Actors. Após a série de postagens nas últimas horas, um representante da agência lançou um comunicado ao Star News, falando sobre o estado psicológico de Mina

“(Kwon) Mina está em um estado psicologicamente instável. A empresa também está sendo cautelosa e acompanhando a situação”, disse o representante. Quando questionado se a empresa tinha conhecimento sobre ataques sofridos pela artista na empresa e girlgroup anterior, foi declarado que não foram informados.

Ainda nesta sexta-feira, Mina fez mais algumas postagens, novamente mencionado Shin Jimin e as ações contra ela, antes mesmo de debutarem. Ela também enfatizou que só gostaria de ouvir um pedido de desculpas e que não tinha intenções de processar a ex-colega de banda. Ao fim, disse para sempre lutarem contra os bullies e abusos psicológicos.



A todos aqueles que estão sofrendo por culpa de alguém… Lute. Não guarde tudo para si. Ou encontre alguém e conte a eles. Soníferos? Não os tome. Isso nunca termina. Não viva como eu. Não mantenha tudo guardado. Faça o que quiser e expresse quem você é. Por favor, viva assim.

Até a conclusão desta nota, nem Jimin ou a FNC Entertainment se pronunciaram sobre as acusações. Continuaremos acompanhando o caso e seus desdobramentos.

Em uma nova postagem, Mina se desculpa aos funcionários de sua atual agência e aos membros do AOA, que a visitaram depois de lerem seus desabafos, incluindo a própria Shin Jimin.

Antes de tudo, lamento não ter contido meus sentimentos hoje e ter causado transtornos hoje durante todo o dia, e lamento ter causado danos à tanta gente. Pode ter havido textos desconfortáveis de serem lidos. Sinto muito por terem vindo e se preocupado, mas ainda tinha muitos assuntos e trabalhos que celebridades não deveriam desempenhar. Me desculpe. Algumas horas atrás, todos os membros do AOA e gerentes vieram me visitar e conversamos. No início, Jimin ficou em um estado possesso, não tinha outra saída, então perguntei se eram aqueles os olhos de alguém que veio se desculpar. Eu estava apenas divagando, perguntei onde ela estava quando ele [o pai] morreu, então ela sentou e me disse que não conseguia se lembrar. Eu continuei dizendo o que tinha sofrido e, é claro, não estava bem. Não me lembro de tudo, mas lembro de olhar nos olhos dela e dizer: “Minha unnie pensou tinha resolvido tudo no funeral”. Ela não iria se desculpar, de qualquer forma, então é uma situação para se pensar. Não houve conversa sobre o que sofri naquele dia [funeral do pai da Jimin], e como posso ter essa conversa naquele lugar? É claro, eu apenas sinceramente me confortei naquele dia, e então a culpa era minha de novo. Depois disso, ouvi a minha unnie e, de qualquer maneira, me desculpei, decidi me desculpar e deixei minha irmã assim, e prometi acompanhar o resto dos membros. Eu acredito que você está lendo. Eu não posso mentir. Bem, honestamente, quando pensei em você, eu queria fazer você se sentir culpado. De qualquer forma, me disseram que devo sentir muito. Não sei, sinceramente, não consigo te desculpar sinceramente, mas essa pode ser minha característica, sou rancorosa, mas estou irritada. A unnie pode estar falando sério, então não posso dizer nada. Agora que tenho que organizar essa história…  Tentarei me acalmar e continuarei sendo tratada, e não farei mais escândalo. Tentarei consertar isso pouco a pouco no futuro. Há muitas pessoas que sofreram por minha causa hoje, mas lamento muito … Sinceramente, acho que não consigo escrever bem sobre ela aqui. Eu nem consigo pensar nisso, e me lembro do primeiro momento que se repete. Mas eu tenho que tentar. Agora, não vou mencionar, postar ou publicar. Eu sinto muito.

Se você estiver precisando de apoio psicológico, entre em contato com o CVV pelo número 188 ou através do site https://www.cvv.org.br/

Bárbara Contiero

Maria-cafeína. Tenho mais livros do que amigos. Minhas roupas são 70% de brechós. Epik High me mantém acordada de manhã.

Você também pode gostar...